domingo, 27 de dezembro de 2009

A invasão dos Sem Teto

Enquanto a sudoeste a cidade vai consolidando seu lado industrial e agrícola, os sem teto vão invadindo e subindo o morro:


Pois é, favelado não se preocupa nem mesmo com condições mínimas de segurança....

domingo, 20 de dezembro de 2009

Um pequeno pasto...E a nova G12

A chegada da nova G12 da CPEF, vai permitir viagens até Panorama. Mas isto eu vou contar no You Tube. Aguardem...


Todos os passageiros comemoram, pois a CP expande seus ramais a cidades e vilas cada vez mais distantes.


Bem, acho que a maquete também vai ter emissões de CO2. Acabou de ser criado um pasto:



Ficou bem rente a linha do trem, mas a cerca será providenciada. Principalmente porque o gado não pode avançar sobre a plantação de alfaces:



terça-feira, 24 de novembro de 2009

Terminal Intermodal

Nada como a interação entre transporte rodo e ferroviário. Como ainda tenho algum espaço disponível, vou projetar um destes. Modesto, porém , sua função é muito importante, principalmente no Brasil onde o maior volume de cargas é transportado por rodovias.

O estilo é futurista, tipo as estações de Bratke. Se fosse arredondado, seria o estilo Nienmayer


Os caminhões truckados para grandes cargas, coerentes a capacidade de cargas dos vagões:


O terminal ao fundo, enquanto passa o trem. E lembrem-se de que houveram trens a vapor, elétricos e diesel elétricos convivendo, nos anos 60, em Campinas.


Acompanhem a construção:


Tudo bem, é pequeno mesmo, mas vale a intenção.


Os caminhões são chineses mesmo, comprados em padaria, e pintados posteriormente. Preciso aplicar logotipo da transportadora, mas ainda não sei como. Se alguém tiver uma dica, agradeço muito!


Agora com toda a estrutura pronta:

quinta-feira, 29 de outubro de 2009

A chegada da agência bancária

Será ela Santander ou HSBC?


Vai ter até a maldita porta rotatória.....


Local já escolhido: a avenida principal:



Aceito sugestões, qual o logo do banco? Santander, HSBC, ou outro?

A maldita porta rotatória sendo instalada......





Quase pronta: falta o estacionamento e o logo.



Finalmente inaugurada a Agência Bancária da Maquete!

Em Nov / 2009.

quinta-feira, 3 de setembro de 2009

Não só fotos estáticas....

OK, cedi a tentação dos filmes da minha maquete....
veja em:
http://tinyurl.com/nn8cru
Boa diversão!

domingo, 23 de agosto de 2009

13o. Encontro de Ferromodelismo Frateschi

Bem, ferromodelista que se preze, vive comparando sua maquete com outras. A eterna busca por novas idéias. Nenhum local melhor que um encontro de ferromodelismo.
Então, S. Carlos, na "Estação Cultura", em 22 de agosto, um sábado inteiro para vislumbrar os trabalhos de vários ferrommodelistas.

No encontro, além de promessas de lançamentos de novos vagões e locomotivas, esperados ansiosamente por todos os praticantes deste hobby, é realizado um concurso para escolha de melhores personalizações de locomotivas, vagões, construções para maquetes e as próprias maquetes.

Um show a parte foi ver a maquete da própria estação onde estava sendo realizado o evento. Uma perfeição em detalhes, realizada por um maquetista profissional.
















Além de maquetes, muitos dioramas, imortalizando cenas com um realismo impressionante.


Além da admirição pelos cuidados e detalhamento dos modelistas, podemos nos inspirar e ter novas idéias para incorporar na nossa própria maquete.





Novas técnicas, novos materiais, tudo isto pode ser visto e aprendido. No concurso de construções em escala, pode-se sentir todo o empenho que o construtor colocou em seu trabalho.
Realmente, obras de artistas.













Muitas maquetes também, com vários cenários, circuitos e tipos de trens.













Locomotivas e vagões personalizados, inspiram o próprio fabricante Frateschi, que vai sentido a tendência de seu público consumidor, e se sente compelido por ele a criar novidades.













Bem, valeu a visita, aumentei minha visão para este hobby, e em breve, novas construções em minha maquete. Me aguardem......

terça-feira, 18 de agosto de 2009

Visita ao Museu da Companhia Paulista

Como coloquei um trem da CP rodando em minha maquete, fui estudar um pouco desta companhia e fiquei fascinado pela sua rica história.

Conversando com meu amigo Lino, antigo morador de Parapuã e usuário dos trens da Paulista, foi um testemunho enriquecedor, e me estimulou a visitar o museu da CP, em Jundiaí, SP. Decepção....
O museu está onde foram as oficinas da CP, transferidas de Campinas, que graças a epidemia de febre amarela e a falta de espaço naquela cidade, foram construidas em Jundiaí - gigantescas - difícil até de acreditar, para a época. Ao lado, a maquete do que eram estas oficinas.

Porém o que vemos hoje, são poucos móveis e utensílios, e sentimos esforços hercúleos de alguns para tentar manter a memória desta companhia ferroviária que foi provavelmente um exemplo, e deveria ser seguido até hoje.
Esperava ver locomotivas, vagões e outros materiais ferroviários, porém só vi abandono, ferrugem e prédios desabando.

Consegui fotografar o interno de um galpão - inacessível - onde notamos que existe material a ser exposto, porém faltam recursos para viabilizar esta exibição. Telhados parcialmente desmoronados, prédios sem a devida manutenção, do que foi a maior companhia de transporte ferroviário de S. Paulo, me deixaram com um sentimento de vazio e decepção.


O que foi uma escandalosa V8, hoje se rende a ferrugem e a ação do tempo, já com a pintura da Fepasa, agonizando sob as intempéries.

Anos atrás, visitei o museu de Paranapiacaba, que embora também carente de um melhor estado de conservação, concluo hoje que está mais bem preservado que este da CP.

Quando vamos á Europa, e encontramos construções de mais de 800, 1000, 2000 anos, e todo o cuidado com a preservação de cidades e de suas histórias, vemos que temos muito a aprender com o Velho Mundo.
Preservar para as futuras gerações, é antes de mais nada, cultura, educação. É o que nos falta!

Talvez os ferromodelistas possam através de suas maquetes, incorporar um pouco da história do transporte ferroviário brasileiro. Merece uma reflexão....

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Construção do TÚNEL

Finalmente construí um túnel, leve, mas que é imprescindível em qualquer maquete.
Acompanhe, se quiser, todos os passos de construção do meu túnel:


Ficou assim, no final. Mas se voce quiser saber como foi construído, siga abaixo:



Primeiro, posicionados os bocais do túnel, construir a cavidade, com pedaços de papelão, que serão a caverna do túnel.


Em seguida, com a estrutura de apoio, em papelão, começar a derramar camadas de espuma de PU, que formarão a montanha. O PU expandido é bom, pois monta a estrutura maciça, com pouco peso, e vai sendo moldado por camadas, pois a superior adere a inferior.


Como será uma montanha, adicionei pigmento marrom a espuma de PU. E várias camadas vão sendo adicionadas.



Com a deposição de várias camadas de PU expandido e pigmentado, este foi o aspecto final da minha montanha com túnel, carinhosamente batizado pelos colegas de"cocô de elefante". Não entendi......


Então começa o trabalho de escultura proopriamente dito. Com um ralador de queijo, vamos aparando a superfície, para dar maior ancorajem às camadas posteriores.


Assim ficou. Agora, vamos aplicar as camadas de terra, pedriscos e grama:

Utilizei a típica cola branca diluída em água e álcool, borrifada, e aplico inicialmente pedriscos encontrados em casas de mateiral para artesanato, muito baratos, e com bom aspecto visual. em seguida a grama e terra, feitos a partir de serragem..... Mas estes, ensino em próximo post...
No final...

Nada como um túnel em sua maquete. Não importa o tamanho. A emoção do desaparecimento de sua composição na entrada do túnel e do seu ressurgimento na saída, são imagens que marcam. Vale o trabalho!

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Aumento da Maquete

A Maquete cresceu, agora são 2,2m por 1,2 m.
Em breve, haverá um túnel, este sempre acresenta muito realismo.
Por enquanto está assim:
video

domingo, 22 de março de 2009

Paisagismo

A última vez que visitei a ABF, foi há muitos anos atrás, e hoje conversei com o Sr. Marcílio, que gentilmente me passou várias informações. A maquete da ABF, é linda, extensa, porém criada apenas com linhas paralelas, exatamente para a finalidade a que se destina, que é prover linhas para os associados.
Assim, cada linha tem seu próprio controle, e não há interligação entre elas. Mas a maquete me inspirou muito, e assim que cheguei em casa, comecei a trabalhar novamente. Paisagismo agora é o lema.
Da mesma forma que prédios comerciais e industriais devem ter marcas, a área deve ter relêvo e muita sombra. Pena que as árvores sejam tão caras. Mas são essenciais. Bem, melhorei o relêvo e comecei a gramar as casas. Ficou assim:







quinta-feira, 19 de março de 2009

Ensaiando para iniciar o desmonte...

Bem, todos os detalhes referentes ao posicionamento dos trilhos foram resolvidos, e agora chegou a fase de desmontar tudo, e efetuar a fixação dos trilhos. Para isto, todo o paisagismo foi planejado, as construções foram posicionadas, e os espaços ainda vagos serão ocupados pela borracharia, lojas ,etc.